Cidadão do Mundo…

 

A revista “Sky & Telescope” de Dezembro traz na capa a referência ao trabalho de A. Cidadão e, no interior. um extenso artigo sobre o trabalho deste “nosso” ilustre parceiro
Palavras para quê?
Olá a todos!
Gostaria de agradecer, conjuntamente a todos, as mensagens de
felicitações que me têm sido mandadas, tanto particularmente como
através deste meio, acerca do artigo da S&T.
Coisas como aquele artigo são apenas a pequeníssima ponta do iceberg
do que se passa na realidade em Portugal. No meu caso são sessões de
observação planetária diárias, que geram muitos e muitos MBs de
imagens na maior parte dos casos obtidas em condições de observação
adversas, e as quais são pocessadas e enviadas para as organizações
(amadoras e não só) que as adicionam e as tratam conjuntamente com a
restantes contribuições amadoras. Com os outros colegas e amigos
Portugueses passa-se seguramente o mesmo. Nesta área de facto o que
interessa é o todo e não cada uma das parcelas.
O que eu quero dizer com isto é que a realidade da astronomia amadora
portuguesa, e não só as pontas dos icebergs, está de parabéns, pois
sobejam as iniciativas e as realizações (individuais ou de grupo…, escolham). O panorama é muito bom comparavelmente ao que se se passa
lá fora.
No próximo número da S&T vão ser referidas num artigo de fundo as
grandes iniciativas europeias anuais/colectivas no campo da
astronomia amadora. Espero sinceramente, e fiz alguma coisa para
isso, que Portugal seja mais uma vez referido, pelo menos a nível do projecto “Astronomia de Verão”.
Num outro número ainda mais para a frente, um outro português vai ser
referido, por méritos que ultrapassam a posse de grandes
equipamentos. Basta saber, saber fazer, e ter olhos de ver. Ter ou
não ter direito a imagem publicada, só depende dele.
Um abraço e mais uma vez obrigado
A. Cidadão

A revista “Sky & Telescope” de Dezembro traz na capa a referência ao trabalho de A. Cidadão e, no interior. um extenso artigo sobre o trabalho deste “nosso” ilustre parceiro

 

Palavras para quê?

 

 

 

Olá a todos!

 

Gostaria de agradecer, conjuntamente a todos, as mensagens de

felicitações que me têm sido mandadas, tanto particularmente como

através deste meio, acerca do artigo da S&T.

 

Coisas como aquele artigo são apenas a pequeníssima ponta do iceberg

do que se passa na realidade em Portugal. No meu caso são sessões de

observação planetária diárias, que geram muitos e muitos MBs de

imagens na maior parte dos casos obtidas em condições de observação

adversas, e as quais são pocessadas e enviadas para as organizações

(amadoras e não só) que as adicionam e as tratam conjuntamente com a

restantes contribuições amadoras. Com os outros colegas e amigos

Portugueses passa-se seguramente o mesmo. Nesta área de facto o que

interessa é o todo e não cada uma das parcelas.

 

O que eu quero dizer com isto é que a realidade da astronomia amadora

portuguesa, e não só as pontas dos icebergs, está de parabéns, pois

sobejam as iniciativas e as realizações (individuais ou de grupo…, escolham). O panorama é muito bom comparavelmente ao que se se passa

lá fora.

 

No próximo número da S&T vão ser referidas num artigo de fundo as

grandes iniciativas europeias anuais/colectivas no campo da

astronomia amadora. Espero sinceramente, e fiz alguma coisa para

isso, que Portugal seja mais uma vez referido, pelo menos a nível do projecto “Astronomia de Verão”.

 

Num outro número ainda mais para a frente, um outro português vai ser

referido, por méritos que ultrapassam a posse de grandes

equipamentos. Basta saber, saber fazer, e ter olhos de ver. Ter ou

não ter direito a imagem publicada, só depende dele.

 

Um abraço e mais uma vez obrigado

 

A. Cidadão