ACTIVIDADES ASSOCIATIVAS

 

Actividades suspensas devido ao Covid-19
Sede encerrada

JULHO 2020
►Sexta-feira 24 de Julho de 2020:
Assembleia Geral Extraordinaria
►enviado email com o link para os socios com as quotas em dia e que forneceram o endereço.

CONVOCATÓRIA

Convocam-se todos os associados da APAA – Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores, para a Assembleia Geral Extraordinária que terá lugar no dia 24 de julho de 2020 pelas 21h 30m por videoconferência com a seguinte ordem de trabalhos (ponto único):

1. Denúncia do contrato de Arrendamento | ADDSOLID – REAL ESTATE INVESTMENT, S.A.

Apenas têm direito a voto os associados com as quotizações em dia.

Link para a AG extraordinária – https://videoconf-colibri.zoom.us/j/98081783886

Pedro Ré

 

☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼ ☼

►Parceiros – Actividades dos socios:

►Parceiros – Actividades do OLA
Em Setembro o Observatório do Lago Alqueva espera por si! mais info

    De Terça a Sábado às 21h30
Observação Astronómica
    Uma visita guiada pelo céu magnífico de Monsaraz onde se pode aprender a orientação pela polar, identificar as constelações e conhecer as suas lendas, relacionar a cor das estrelas com as suas idades, observar enxames de estrelas, nebulosas e galáxias distantes com a ajuda de telescópios. As explicações são feitas em linguagem acessível pelos guias do OLA.
       
    Sábados às 16h30
Sábados Astronómicos
    Todos os Sábados à tarde, o OLA realiza actividades para crianças, onde os pequenos cientistas aprendem mais sobre Ciência e Astronomia de forma divertida num ambiente descontraído. Verifique aqui o calendário de atividades.   
       
7 Setembro às 23h45 – Astrofotógrafo por uma noite
    Iniciativa destinada a quem deseja iniciar-se na astro-fotografia de paisagem. Em apenas duas horas, os participantes exploram as definições que as máquinas fotográficas devem ter para adquirir as imagens noturnas numa curta introdução teórica, seguida de parte prática no terreno do OLA.   
       
14 Setembro às 21h30 – Observação da Lua & Estrelas
    Em colaboração com Portugal Birds & Trails, estão agendados no Observatório do Lago Alqueva – OLA dois eventos que aliam a observação astronómica e a observação de migração nocturna de aves.   
       
27 de Setembro às 16h30 – Noite Europeia dos Investigadores
    Pelo terceiro ano, o OLA traz a Noite Europeia dos Investigadores a Monsaraz com um conjunto de actividades experimentais e comunicações por investigadores de diversas áreas.   
       

CURSOS

Curso de Astrofotografia Digital em Fronteira(Junho de 2007
 VIDEOS 
• calibração – Maxim DL zip 5.17MB
• processamento de imagem (Luminância)- Maxim DL zip 9.48MB
• processamento de imagem (LRGB) – Maxim DL zip 9.23MB
• processamento de imagem (Luminância)- Photoshop zip8.84MB
• processamento de imagem (LRGB) – Photoshop zip14.5MB

REVISTA Nº56

Revista Nº 56 Janeiro/Junho de 2020 PDF

ÍNDICE

   5. BORBASCOPE, THE PROJECT – Carlos Nogueira

 14. TREPTOW GIANT OPEN-AIR REFRACTOR – Pedro Ré

 19. ULES JANSSEN’S ATLAS DE PHOTOGRAPHIES SOLAIRES –  Pedro Ré

 24. MARCEL DE KÉROLYR (1873/1969), ONE THE GREATEST ASTROPHOTOGRAPHERS OF ITS TIME  – Pedro Ré

 31. DETECÇÃO DE EXOPLANETAS POR ASTRÓNOMOS AMADORES – Cédric Pereira

Fotografia da capa:
M033. 2020min (202x10min). AP130 F/6,
STL11002M, self-guided, Median, DDP,
Paramount ME. Pedro Ré (20190927)

Como avaliar a magnitude limite no seu local

Como determinar facilmente a magnitude limite no seu local de observação – Guilherme de Almeida

Um céu escuro, com o mínimo possível de poluição luminosa, é o requisito mais importante para as observações do céu nocturno. Estas podem fazer-se por pura curiosidade recreativa,

reconhecendo (a olho nu) estrelas e constelações, ou ainda para observar objectos do céu profundo: nebulosas, galáxias e enxames de estrelas, utilizando telescópios. É conveniente que todo o observador seja capaz de avaliar a qualidade do seu céu, determinando a magnitude limite do seu local, o que é fácil de concretizar porque não exige instrumentos. Este artigo dá todos os meios para que o interessado o possa fazer.

ver mais

A Terra, a Milha e o Nó

A Terra, a Milha e o Nó – Guilherme de Almeida

Na navegação, é comum as distâncias medirem-se em milhas náuticas e as velocidades em nós.
Uma milha náutica vale 1852 m, um número nada redondo, ou seja, uma unidade aparentemente
“esquisita”. E não é verdade que usamos todos os dias o quilómetro? Podemos perguntar-nos o que
é que esta unidade terá assim de tão interessante ou vantajoso para continuar a ser usada nos
contextos ligados à navegação ou à aeronáutica. É o que vamos ver neste artigo.
Ver mais

Assembleia Geral 2019

Assembleia Geral da APAA

Realizou-se  no dia 21 de Junho de 2019 pelas 22h a Assembleia Geral Ordinária da APAA –
Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores, com a seguinte ordem de trabalhos: 

  1. Apreciação do relatório de contas referentes ao exercício de 2018;
  2. Apreciação dos programas de actividade a apresentar pelas listas concorrentes aos corpos sociais;
  3. Eleição dos corpos sociais para o mandato de 2019.

Foi votada por unanimidade a unica lista apresentada com o seguinte programa:

A Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores – APAA tem como principal objectivo contribuir
para o desenvolvimento e divulgação da Astronomia de Amadores em Portugal.

1.  Publicar uma revista intitulada “Astronomia de Amadores” on-line, que reúna artigos originais
da autoria de astrónomos amadores.

2.  Realizar palestras, colóquios, debates, workshops e mini-cursos relacionados com a astronomia
de amadores e astrofotografia digital.

3.  Participar nas iniciativas promovidas por outras organizações
(e.g.  astrofestas, encontros de divulgação de astronomia).

Corpos Sociais

Direcção                                           

Presidente – Pedro Ré
Vice-Presidente – Carlos Saraiva
Tesoureiro – José  Carreira Martins«
Secretário – Vitor Quinta
Secretário adjunto – Raimundo Ferreira

Mesa da Assembleia

Presidente – António Magalhães
Vogal – Rui Gonçalves
Vogal – Carlos Marques

Geral Conselho Fiscal

Presidente – José Cardoso Moura
Vogal –  Carlos Tenente
Vogal – Rui Lourenço

     
           
     
           
  Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores        
           
Ganhos
         
 
Inscrições/Quotas
1 242,00
     
 
Subsidios de particulares
   884,54
   2 126,54
   
           
Gastos
FSE
       
 
Energia
437,24
     
 
Água
284,54
     
 
Comunicação
       
 
    Telefone/Correio
159,53
     
 
Rendas
   1 300,96
     
 
Inclui desp tomadas banco
 
   2 256,63
   
           
Resultado Liquido   Prejuizo       130,09    
           
       

Assembleia Geral 2019

CONVOCATÓRIA
Convocam-se todos os associados da APAA – Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores, para a Assembleia Geral Ordinária que terá lugar no dia 21 de junho de 2019 pelas 21h 30m na sede da APAA (Rua Alexandre Herculano nº 57, 4ºDto, 1250-010 Lisboa) com a seguinte ordem de trabalhos:
1. Apreciação do relatório de contas referentes ao exercício de 2018;
2. Apreciação dos programas de actividade a apresentar pelas listas concorrentes aos corpos sociais;
3. Eleição dos corpos sociais para o mandato de 2019.
De acordo com o regulamento interno da APAA, se à hora marcada não houver quorum, fica desde já convocada nova Assembleia Geral, com a mesma ordem de trabalhos, para o mesmo dia e local pelas 22h com qualquer número de presenças.
As listas de candidaturas aos corpos sociais devem ser entregues ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral até às 20h do dia das eleições.
Apenas têm direito a voto e a ser eleitos os associados com as quotizações em dia.
Qualquer associado pode delegar o seu voto, através de procuração passada a favor de outro associado, que deve ser entregue ao Presidente da Mesa da Assembleia Geral até à hora do início dos trabalhos. No entanto, e de acordo com o Regulamento Interno da APAA, nenhum associado pode ser procurador de mais do que dois votos.

Lisboa, 22/05/2019
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
ANTÓNIO MAGALHÃES

Não compre um telescópio demasiado grande

Não compre um telescópio demasiado grande
Guilherme de Almeida

Este artigo dirige-se especialmente aos recém-chegados à astronomia amadora, que procuram o seu primeiro telescópio. Mas também será útil aos que estão a pensar em comprar o segundo telescópio (ou seja, o primeiro telescópio “a sério”) depois de terem verificado que o seu primeiro instrumento de observação, provavelmente um reflector de 60 mm de abertura, ou um reflector de 76 mm é demasiado limitado para os objectos do céu profundo. Serve também como alerta para os observadores que estiveram alguns anos fora desta actividade e pretendem regressar: durante a vossa ausência os telescópios ficaram maiores e mais sofisticados…
 ver mais

A matemática das lentes de Barlow

A matemática das lentes de Barlow
Guilherme de Almeida

 A lente de Barlow e a justificação do seu funcionamento foram já referidas anteriormente no número n.º 12 de Astronomia de Amadores, de Outubro- -Dezembro de 2001, pág. 27 (artigo O Mistério da Lente de Barlow). O aspecto inovador do presente artigo reside no cálculo prático da amplificação em uso das lentes de Barlow (que não é fixa), segundo um processo independente do modelo e marca da lente de Barlow, adaptando-se a todas as marcas.

ver mais

As 10 maiores dificuldades iniciais

As 10 maiores dificuldades iniciais no conhecimento do céu a olho nu
Guilherme de Almeida

Quem não gostaria de saber o nome de uma estrela ou de ser capaz de apontar no céu, a dedo, diversas constelações com a certeza de que não se está a enganar? Muitos perseguem este sonho mas pensam que isso é inacessível. Na verdade, é muito mais fácil do que parece. Mas há técnicas e procedimentos facilitadores que convém saber. O sucesso depende da regularidade das práticas e neste artigo abordaremos as dificuldades sentidas mais frequentemente.

ver mais

 

Alguns conselhos para quem pretende iniciar-se nas observações astronómicas

Alguns conselhos para quem pretende iniciar-se nas observações astronómicas
Guilherme de Almeida

 Seja bem vindo(a) ao grupo dos que gostam de observar o céu ! Há quem diga que as observações astronómicas são a contemplação da natureza na sua escala mais ampla. Este texto constitui um apoio para quem começou agora a interessar-se por Astronomia. É essencialmente uma orientação encaminhadora que se espera útil aos(às) eventuais interessados(as). Procure ver qual das três fases seguintes corresponde ao seu caso.

ver mais